quarta-feira, 7 de julho de 2010

O que criança pode...

Percebo uma preocupação crescente por parte de pais, sobre o que a criança não pode, e cada vez mais a literatura e os meios de comunicação enfatizando a questão dos limites.

Por tudo que já vi, vivi e “experiencei” sempre que se fala de limites, fala-se de proibições, e muito aqui entre nós, isso não é muito bom.

Lembro-me do professor que dizia sempre antes de começar a aula:

-Por favor, não pensem no macaquinho azul .

(Tenho certeza que até você que está lendo agora pensou nele).

Assim são as proibições, acabam incentivando-nos a conhecer o que é proibido.

Portanto, pensemos agora que com criança, aquilo que é falado é assimilado e até para nós, adultos, o não inexiste, ou seja, a ideia é assimilada e a negação esquecida, o subconsciente se constrói a partir de imagens , e qual a imagem do não?

Assim é mais interessante atuar com o sim, que pode ser imaginado com o sorriso de aprovação, isso ... o sim é um sorriso, e assim sendo, preparemos para a criança a lista do permitido, então é permitido:

- Contar as histórias e estórias da escola, como se estivéssemos lá e conhecêssemos por nome cada amiguinha ou amiguinho mencionado

- Abraçar sempre que sentir vontade, mesmo quando o pai ou a mãe estiver ocupadíssimo

-Interromper sempre que algo importante acontecer, que mereça ser observado (quase tudo)

-Pedir para contar estórias antes de dormir

E nós adultos, também estamos liberados para sermos crianças juntos o tempo todo, sentar no chão, comer doce, pular, brincar, fazer careta, inventar brincadeiras ...

Ainda esticar a lista do permitido sempre que possível

Lembrem-se valorizar o que é permitido ...

E nessa nossa andança viver em eterna criança ..

Silvano Pereira de Souza

Gestor de Apoio e Soluções

Nenhum comentário:

Postar um comentário